A chegada-oscar 2017

Amy Adams e Jeremy Renner em cena de 'A chegada' (Foto: Divulgação/Sony Pictures)
"A chegada" pode cativar qualquer um, mas vai encantar mais fãs de séries que tentam pensar o futuro e discutir relações. Sair do cinema após quase duas horas de sessão equivale a terminar uma maratona de "Black Mirror" ou "Mr. Robot": atordoado é pouco.
A sinopse faz parecer que a trama é uma piração, mas calma lá. Vamos a ela: Doze naves extraterrestres pousam em doze pontos diferentes da Terra, o que gera uma crise política internacional e, claro, algum caos pelo mundo. Nos EUA, a linguista Louise Banks (Amy Adams) e o físico Ian Donnelly (Jeremy Renner) são convocados pelo Coronel Weber (Forest Whitaker). A missão dos dois é entender o que os ETs querem por aqui. Essa visão menos clichê da relação entre humanos e alienígenas é do escritor americano Ted Chiang, autor do conto "A história da minha vida", no qual o filme é baseado.
fonte -g1.globo

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!
Será um prazer ler seu comentário. Porém
NÃO PUBLICAREMOS
COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.



Gostou Compartilhe

leia mais



ultimas postagens

Arquivo

Marcadores

visualizações

Uso das imagens

Algumas das imagens aqui divulgadas não são de minha autoria. Se alguma imagem for sua e você desejar que ela seja creditada ou retirada, por favor, entre em contato.