Cabelos de Sabrina Sato


Divulgação/Wella/Gustavo Scatena

Sabrina Sato conta os segredos das mudanças de cor de seu cabelo

A japonesa mais famosa do Brasil e embaixadora da linha de coloração Koleston, da Wella, divulga, com exclusividade a CLAUDIA, o que as mudanças de tom representaram para o seu visual. Confira o que a apresentadora do programa que leva seu nome e, vai ao ar aos sábados, tem a dizer sobre suas madeixas que agora estão loiras:
CLAUDIA: Você já passou por fases loiras, outras morenas e teve até cabelo vermelho. O que acha que cada um desses visuais traz de mais interessante para o seu look?
Sabrina Sato: Sempre adorei trocar de cor e de corte. Acho que esse tipo de mudança é bacana para expressar um momento pelo qual a gente esteja passando. Quando revejo uma foto antiga, o cabelo identifica na hora qual era a época e o que eu estava vivendo naquele período. 
E quais são os desafios que surgem quando você troca de cor? Tem que fazer ajustes na maquiagem? E no guarda-roupa?
Tento não me restringir muito, uso o que tiver vontade, independentemente da cor dos fios. Mas, claro, sempre acontecem algumas pequenas adaptações. Então, aproveito a fase da mudança para investir em makes novos, para experimentar bastante – e também para fazer o novo tom do cabelo trabalhar a favor da produção. Quando estava ruiva, por exemplo, isso contrastava com as roupas e a maquiagem e trazia o maior destaque!
Que tipo de cuidados costuma ter para manter os fios saudáveis? 
Faço hidratação sempre que posso. Além disso, aplico os tratamentos que acompanham a coloração que represento, a Koleston.  Um deles, o Gloss Intenso, ajuda a manter a cor e o brilho do cabelo por mais tempo. O outro, o Reativador de Cor, deposita mais pigmentos na superfície do fio e deixa o tom mais vivo entre uma coloração e outra. São ótimos para manter os fios bonitos e saudáveis.
Já se arrependeu ou não gostou muito de ter usado alguma tonalidade? Por que? 
Não me arrependo de nenhuma das minhas transformações, adorei todas. Mas, no final das contas, acabo sempre gostando mais do tom que estou usando no momento. Agora, por exemplo, acabei de ficar loira novamente. É uma cor que amo. Já clareei muitas vezes e é diferente ver uma japonesa loira, né? Fica interessante (risos).
Que conselho daria para outras mulheres orientais que estão pensando em mudar de cor? 
Nunca tive medo de mudar o visual e dou o maior apoio a todas as mulheres que queiram se transformar. Às vezes, ficamos com receio do resultado, mas é legal se arriscar! Para quem quer ficar loira, minha dica é começar fazendo algumas mechas – é uma boa maneira de sentir o efeito. E, claro, sempre investir em produtos de qualidade e em tratamentos de manutenção.  Os da Koleston são realmente muito bons.

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!
Será um prazer ler seu comentário. Porém
NÃO PUBLICAREMOS
COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.



Gostou Compartilhe

leia mais



ultimas postagens

Arquivo

Marcadores

visualizações

Uso das imagens

Algumas das imagens aqui divulgadas não são de minha autoria. Se alguma imagem for sua e você desejar que ela seja creditada ou retirada, por favor, entre em contato.