A caminho da casa

Sakuras- Japão
A CAMINHO DA CASA

Talvez haja uma carta, ou um livro, ou um poema.
Quando menos há a necessidade de sentir-me doméstica.
Eis o que significa todos termos um endereço:
não é para que os outros nos achem,
mas para que nós nos achemos.

Recuperada a tranquilidade do silêncio que nada turba,
porque os ruídos familiares nem mais ruído são
(tic-tac de relógio que um crocodilo manso engoliu).

Recuperada a unidade de lugar e a unidade de posses:
meus livros, meus discos, meus. . .

Ontem nada me pertencia, na rua,
sob o influxo da noite profunda.

Mas é que agora estou a caminho da casa.
Dessa coisa que faz dos marinheiros seres humanos.
(Renata Pallottini)

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!
Será um prazer ler seu comentário. Porém
NÃO PUBLICAREMOS
COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.



Gostou Compartilhe

leia mais



ultimas postagens

Arquivo

Marcadores

visualizações

Uso das imagens

Algumas das imagens aqui divulgadas não são de minha autoria. Se alguma imagem for sua e você desejar que ela seja creditada ou retirada, por favor, entre em contato.